acredite, aposte, ria, imagine, sonhe, busque, chore, se doe, perdoe, ame, peça perdão, se atreva, arrisque, persiste, apaixone-se, estude, aproveite, dedique-se, ame, descabele-se, enlouqueça, extravase, grite, sussurre, cochiche, cante, dance, interprete, aceite, ceda, aprenda, entenda, não tente entender, apóie, alegre-se, viaje, conheça, quebre a rotina, surfe, nade, voe, silencie-se, pense, reflita, dê valor, não perca tempo, sorria, vá, volte, olhe, aprecie, faça planos, fuja, ouça, diga, gaste, compre, venda, delete, arquive, mude, desmascare-se, lembre-se, recorde, aproveite, não sofra, sorria, adore, queira, viva intensamente cada segundo, a vida é bela, não invente obstáculos e siga de cabeça erguida! VIVA!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

é tão estranho mas sei que você me faz tão bem, que quando está longe eu só penso em você! ♫

Não nos falamos desde a última semana, e como eu sinto falta do seu jeito, do seu carinho, de você.
É incrível que mesmo estando tão perto, duas pessoas possam estar tão distantes uma da outra, mas de qualquer forma você se faz presente no meu coração.
Sua voz está em minha cabeça, com todas as palavras que um dia você me disse, não gosto de dizer que não deu certo, prefiro dizer que durante certo tempo deu certo, muito certo. E ainda vai dar, eu sei que vai, não como era antes, ou talvez dê daquele jeito, que nunca havia dado; não sei, prefiro não pensar. Aprendi que fazer planos não é algo tão bom quanto parece, planejar, estudar minuciosamente um fato... tá, em certos casos talvez seja. Mas hoje aprendi que é melhor deixar acontecer, porque é como dizem quanto mais se sobe, maior é a queda... logo, quanto mais se planeja e menos sai como o esperado, maior é a decepção. Mas de que importa?!
Agora passou, são só lembranças... e possíveis palavras, talvez pensamentos ajustados numa folha de papel, escritos à uma mão trêmula, acompanhados por olhos molhados por lágrimas ao som de uma música bonita.
Aprendi também, durante as aulas de álgebra que a raiz de uma equação é um algarismo que substituindo a incógnita, faz da equação uma identidade, logo a raiz satisfaz a equação, que para ser solucionada deve-se determinar todas as suas raízes. Quando uma equação é satisfeita por todos os valores imagináveis das incógnitas, chama-se identidade. Vejo a vida como uma equação hoje, que talvez tenha perdido parte da sua identidade, que por um deslize pensou ter encontrado a incógnita perfeita pra sua equação, mas que ao fim notou que não estava satisfeita, existiriam então falsas incógnitas?! Não digo pra matemática, mas algumas equações ainda precisam sem completadas, invertidas e adaptadas para assim encontrarem a sua raiz, a sua verdadeira identidade.
E agora se eu pudesse... se eu pudesse fazer o impossível e te convencer que ao meu lado é melhor, se eu pudesse te trazer pra perto de uma vez. Mas será que ao meu lado realmente será feliz?!Talvez eu te convença que sim, talvez eu me convença que sim, porque já dizia a música “eu serei sua melhor amiga e você será o meu namorado.” Então vamos lá, voar um pouco mais alto, apenas segure forte a minha mão, me dê um beijo, e num amor, mergulharemos.



Ao som de: Opportunity – Pete Murray

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Dois Mil e Dez!

Ano novo, vida nova!

Todo ano é assim?! É, talvez!
Mas em meio à tantas promessas de ano novo, viagens, lugares lindos e amigos de verdade, não há nada diferente pra se pensar!
Já falei demais sobre meu 2009, e todo mundo já sabe que foi um ano e tanto!
Mas e 2010, como vai ser?! O que vai ser eu não sei, mas eu espero muitas coisas:
espero poder viver intensamente...
espero ter os que amo perto de mim...
espero manter os meus amigos verdadeiros...
espero conhecer novas pessoas...
espero passar no vestibular...
espero encontrar um amor pra chamar de meu...
espero... bem, eu espero simplesmente ser FELIZ... se feliz eu for, e ao final do ano olhar pra trás e dizer: valeu a pena! Já estarei feliz! Por que é isso que importa, viver sem ter a vergonha de ser feliz, é isso que importa e isso basta!



"O laço que havia entre nós não era uma coisa que podia ser quebrado pela ausência, distância ou tempo. E não importava o quanto ele pudesse ser mais especial ou lindo ou brilhante ou perfeito que eu, ele estava tão irreversivelmnete alterado quanto eu. Assim como eu sempre pertencia a ele, ele também seria sempre meu. "
.New Moon.