acredite, aposte, ria, imagine, sonhe, busque, chore, se doe, perdoe, ame, peça perdão, se atreva, arrisque, persiste, apaixone-se, estude, aproveite, dedique-se, ame, descabele-se, enlouqueça, extravase, grite, sussurre, cochiche, cante, dance, interprete, aceite, ceda, aprenda, entenda, não tente entender, apóie, alegre-se, viaje, conheça, quebre a rotina, surfe, nade, voe, silencie-se, pense, reflita, dê valor, não perca tempo, sorria, vá, volte, olhe, aprecie, faça planos, fuja, ouça, diga, gaste, compre, venda, delete, arquive, mude, desmascare-se, lembre-se, recorde, aproveite, não sofra, sorria, adore, queira, viva intensamente cada segundo, a vida é bela, não invente obstáculos e siga de cabeça erguida! VIVA!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

"daqui pra frente tudo vai ser diferente" ♪

"Dê uma olhada em você no espelho.
Quem você vê te olhando?
É a pessoa que você quer ser? Ou é alguém que você queria ser?
A pessoa que você deveria ser, mas acabou não sendo?
É alguém dizendo a você que você não pode? Porque você pode.
Acredite que o amor está por ai.
Acredite que os sonhos se realizam todos os dias. Porque eles se realizam."


Sabe quando de repente as coisas que estão ali, ao seu redor mudam drasticamente ?!
Quando tudo parece mudar e você não tem mais chão, porque tudo, tudo que estava ali simplesmente hoje não está mais. Mas é aquela coisa né, certas coisas não tem sentido nem razão para acontecer, sentimentos bons vem e vão e nós temos que viver, eu simplesmente abro os olhos e sigo em frente, porque de certa forma nada é pra sempre... Pra ser sincera, não é todo esse drama não, só tô magoada.
Eu realmente estava sem chão, perdida, desacreditada, quando aparece alguém, alguém que eu chamei de anjo, já que foi exatamente isso que ele foi na minha vida, quando eu mais precisei foi ele que me apoiou, e o tempo todo foi só, unica e exclusivamente ele na minha vida. E quando tudo parecia ser um conto de fadas, um anjo que me visitava todas as noites, iluminava os meus sonhos e alegrava boa parte dos meus dias, não digo que ele não existe mais, só talvez que ele tenha voado pra outro coração, se ele se sentiu preso ?! Não sei. As vezes penso ter dado asas à um simples humano, um mortal que como eu tem seus erros, acertos, qualidades e defeitos. E eu estava tão bloqueada pra amar, pro amor, tava insegura e com medo, e ele com todo o seu jeitinho me mostrou que não precisava ser assim, que eu tinha que abrir o coração, ele me fez acreditar que só porque aconteceu uma vez, não significava que ia acontecer de novo... mas enfim agora eu escolhi seguir outra direção, o ano tá acabando, ainda tem muita coisa pra acontecer, e nada, NADA, vai estragar isso !
Daqui dois dias tem o meu aniversário \o/ ( não esquecam queriidos leitores ), e em 14 e 16 dias sai a convocação de 2ª chamada pra Fuvest e Unicamp respectivamente, e a construção de um sonho está apenas começando ( pegou o trocadilho, engenharia civil, construção... hahaha, tá, digna de mello essa, relevem =p )

Enfiiim, parabéns a todos que hoje foram convocados pra segunda fase da UNESP,principalmente pra aquele que eu aguento a 9 anos, e que com certeza vou sentir a falta dele ano que vem quando ele estiver em Bauru, parabéns Lucas !

E é exatamente isso, DAQUI PRA FRENTE TUDO VAI SER DIFERENTE !
e ao contrário do que podem estar pensando, eu não estou magoada, nem iludida nem nada, pra ser sincera, to aliviada, agora eu posso fazer o que bem entender sem pensar q eu tenho alguém me 'esperando'.. !

É isso queridos leitores, cabeça erguida e olhos adiante !



"Então dê uma olhada nesse espelho, e lembre-se de ser feliz.
Porque você merece.

Acredite nisso.
E acredite que os sonhos se realizam todos os dias. Porque eles se realizam."

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Fim de ano




Mais um ano termina, e as experiências vividas marcaram mais um ano de nossas vidas.
Esse ano foi um tanto quanto difícil, árduo, complicado, engraçado e apesar de tudo, gratificante... Ano de vestibular, é sempre aquela coisa, ansiedade, medo, trabalho, cansaço, felicidade. E além de misturar a tensão pré-vestibular, ainda tem a angústia de terminar o ensino médio, aquela fase que parecia durar uma eternidade finalmente chegou ao fim, e com ela muitas amizades se vão, e muitas outra vêem também, mas sempre fica aquele ‘vazio’ no peito, a saudade bate forte demais.
Em um único ano, pude ver a vida de todos os ângulos, no início todo aquele gás pra começar o cursinho e arrasar com o examinador da FUDEST, e de repente, o stress foi tanto que meu coração deu um sinal “Eiii, está na hora de dar um tempo..” e eu ganhei uma arritmia como freio pra minha vida... na escola, você começa a ficar de saco cheio, começa a faltar pelo cansaço, e suas notas começam a te fazer pensar que vc não é capaz, só que vc tem um professor que um dia te diz: “você é muito mais do que números escritos num diário de sala” e aí vc percebe que o mundo não está só ali, ele vai muito além do que se vê. O ano vai passando, as pessoas passando pela sua vida, e você vê que certos acontecimentos são impossíveis de prever, e de deter, e que você não tem poder nenhum sobre a lei natural da vida, um dia simplesmente acontece, a morte, e nos resta aceitar, e guardar no peito a saudade do ente querido.. e tem também aquela turma que ocupava três fileiras inteiras da sala 3, e hoje não ocupa uma inteira, o ano chegou ao fim, e como disse um colega do cursinho “só os fortes sobrevivem”, e o final é isso mesmo que acontece, o ano passa, as coisas passam, e cabe a nós escolhermos os nossos futuros, escolher o que queremos fazer, aonde pretendemos chegar, mas se vc não tem idéia de onde quer ir, qualquer lugar serve...
As pessoas marcam as nossas vidas, e nós também marcamos as delas, talvez não lembremos os seus nomes, nem as suas fisionomias, mas lembraremos da “menina que queria medicina”, do “loirinho falante que também queria medicina”, da “carioca que sempre questionava”, e daqueles da escola, “a menina de narizinho arrebitado que queria fazer RI”, a “maluquinha q gostava de coisas japonesas que sonhava em sem arquiteta”, e ainda a “japonesinha que queria fazer enfermagem”, sim, sempre lembraremos de todos esses, e um dia talvez voltemos a nos encontrar pra lembrarmos juntos tudo o que vivemos, das aulas de inglês no shopping, as de gramática no ponto voltando pra casa, as de geografia sentados nos banquinhos olhando pro céu, e daremos risadas de todas as conversas, brisas, simulados, tensões, e nesse dia vamos olhar pra traz, ver os nossos diplomas de engenharia, medicina, psicologia, turismo pendurados na parede, e falar: Valeu a pena !
2009, está chegando ao fim, mas ainda não terminou ! Ainda há muito o que ser feito, muita coisa pra aproveitar, muita coisa pra viver, e um sonho pra batalhar !
Mais um ano, mais 365 dias de experiências, 8.765 horas de vida, que com certeza levaremos para sempre, nos nossos corações ! E daqui um tempo, não muito distante, brincaremos como crianças, gritando a nossa vitória aos 4 ventos, pra mostrar pra todos do que somos capazes, mas antes de qualquer coisa, pra nós mesmo, que somos realmente capazes !

“Sou feliz de olhar pra traz... se a estrada se abrir e eu tiver que seguir vou levar comigo cada amor de amigo... viveria tudo outra vez... e os laços que eu plantei que formaram raízes no meu chão vou colher por toda vida amigos do meu coração, se o mundo te esquecer, quando o dia amanhecer, quero estar aqui também... VAMOS JUNTOS PRO ANO QUE VEM !!” ♪

Rafinha Bastos – Fim de ano

domingo, 8 de novembro de 2009



Começou a maratona de vestibulares.. a maratona de provas e mais provas, de questões e mais questões, o momento de uma vez por todas, testar o nosso conhecimento... Ver se um ano todo de esforço valeu a pena, e se foi do modo certo !
Olho a imagem, e penso adiante... penso que seria muito mais fácil, não ter esforço, ir pra balada todo sabado, não estudar, fazer recuperações, e prestar algum lugar aí... mas e daqui uns anos, como eu iria me sentir !? Ver os meus amigos, que sacrificaram um ano da vida, pra realizar o sonho da faculdade pública, e eu lá, formada na UNIsquina, com um diploma meia boca, com um emprego meia boca, e uma vidinha meia boca... mas eu quero mais, eu quero o diploma de uma UNIVERSIDADE PÚBLICA, conseguir o melhor emprego do mercado, e realizar todos os meus sonhos, e fazer isso pelos meus filhos... e mostrar pra eles, que por mais dificil e árduo que seja o caminho ele vale a pena !
É um esforço necessário, que dói, que mexe com a gente, baixa a auto estima, mas que no final vai vale a pena, e vai ser recompensado.. vamos poder olhar pra tráz e dizer: CONSEGUIIMOOOOOOOOOS ! \O/ E seremos grandes vitoriosos !
E eu agradeço a todos que acreditam em mim, que me apóiam, e aqueles que estão na mesma situação que eu, força, pra no final darmos esse grito de vitóriia ! =]